Se é pelo movimento que revolvemos as energias vitais, no repouso somos capazes de restabelecer nossas cargas energéticas. O equilíbrio entre repouso e movimento, quando utilizado de forma alternada e complementar, nos proporciona vigor e vitalidade às atividades que desenvolvemos em nossas trajetórias.

Muitos são os ensinamentos que nos indicam a busca do movimento como forma de preservar a vitalidade física e espiritual. O movimento, no corpo físico, é responsável pela dinâmica metabólica que garante o equilíbrio das células que compõem os diferentes tecidos orgânicos. No Espírito, o movimento das correntes fluídicas da matéria quintessenciada garante o fluxo de ideias interligadas ao perispírito, resgatando memórias e impulsionando à clareza da consciência. Salutar que corpo e Espírito desenvolvam o hábito do movimento, do exercício laboral, proporcionando fonte de oxigenação do corpo, garantindo as redes de ideias do Espírito que, em conjunto, nos orientam à evolução constante. No entanto, meus caros irmãos do conhecimento doutrinário, é no repouso que restabelecemos os níveis de estabilidade que garantem a recuperação do equilíbrio energético, tanto do nosso corpo físico, quanto da nossa essência espiritual.

Pelo repouso, nossa mente se asserena em atmosfera de paz. Em uma boa noite de sono nosso corpo se refaz, revigorando a musculatura, restaurando as junções ósseas, renovando as funções orgânicas principais. Revertemos, portanto, o repouso em combustível, em carga energética estocada para os ciclos seguintes da vigilância, do trabalho, do aprendizado pelas nossas ações. Da mesma maneira, é pelo repouso mental que garantimos a vitalidade espiritual, que nos aproximamos do contato com a Divindade e que sintonizamos o Sublime.

Percebamos, nos ciclos que a vida nos oferecer, os momentos do movimentar, mas também aqueles em que será necessário repousar. Busquemos o equilíbrio alternado entre essas duas forças necessárias aos seres. Irradiemos o pulsar dos nossos movimentos.

Acalmemo-nos nos momentos de cansaço e revigoremo-nos para o despertar. Nossas jornadas serão lúcidas e tranquilas.

Estejamos em paz.

Um Espírito Amigo.

(Psicografado em 02/10/2019)